FCT

A disciplina de Formação em Contexto de Trabalho está organizada em regime de projeto. Os projetos são momentos de formação em que os alunos interrompem totalmente a atividade curricular regular, num contexto simulado de produção profissional de um espectáculo teatral.
Podem também desenvolver-se num âmbito mais experimental, em regime de oficina ou seminário.
Os alunos dos três cursos estão envolvidos nas várias fases da F.C.T. (conceção, apresentação a público, montagem e desmontagem),e é nesse esforço coletivo que o espetáculo é construído, perspectivando-se o desenvolvimento de uma atitude ética, técnica e artística profissional. Neste sentido, os alunos serão responsabilizados pelos materiais, ferramentas e espaços da ACE

 

OFICINA ZERO

A Oficina Zero é o primeiro exercício prático que os alunos desenvolvem na escola. É a primeira vez que cada aluno entende e usa o palco para falar e se mover, o veste de negro, pensa e faz o primeiro desenho de luz, reflete sobre a presença de som num espetáculo e opera desde a régie, pensa e organiza figurinos nos corpos que os usam, compreende a importância das várias linguagens e se serve delas.

A Oficina Zero é o momento de aplicação de vários saberes, mas é, sobretudo, o momento em que os alunos dos três cursos se juntam, se reconhecem e colaboram na construção de um objeto comum, apresentando-se à escola e ao público.

 

TEATRO PORTUGUÊS

No final do primeiro ano de curso, os alunos estão aptos a aplicar os conhecimentos adquiridos explorando as características de um texto dramático. O projeto TEATRO PORTUGUÊS junta as turmas dos três cursos para a construção de um exercício que tem como ponto de partida a dramaturgia portuguesa compreendida entre o séc. XVI e o séc. XVIII, tendo como referência a obra de Gil Vicente. O estudo da obra, o entendimento das suas características e sua contextualização histórica definem a base para a sua abordagem em cena.

 

 

PROJETO COREOGRÁFICO

Tendo como base o trabalho de coreografia, o primeiro projeto do 2º ano pretende aproximar os alunos das linguagens do corpo permitindo-lhes pensar e participar na construção de um espetáculo de dança.

Partindo do estudo de obras que podem ser de pintura, fotografia, cinema ou de textos não dramáticos, neste projeto, os alunos são confrontados com a possibilidade de desenvolvimento de um espetáculo cuja dramaturgia vai sendo construída à medida que decorre o processo e para que contribuem, dependendo da sua área, construindo possibilidades de abordagem ao tema e de materialização de ideias.

Na construção deste exercício, os alunos tomam consciência das características de um espetáculo de dança ampliando assim a sua experiência e oportunidades no seu futuro profissional.

 

TEXTO CLÁSSICO

Depois do trabalho de corpo, a palavra torna-se fulcro do estudo do 2º ano. A premência da abordagem do texto clássico no contexto da aprendizagem da ACE Escola de Artes é óbvia, não só, para compreensão da evolução da dramaturgia ocidental e, de um modo mais lato, da História das mentalidades, mas também, para o estudo da influência que estes textos exercem no teatro contemporâneo.

Este projeto procura fazer uma abordagem teórico-prática à dramaturgia clássica, partindo da análise de um texto clássico (antiguidade clássica, medieval, renascença, barroco), inserindo-o na época, quer sob o ponto de vista formal (estilo, temas principais, tipo de narratividade), quer sob o ponto de vista sociopolítico (insersão no tempo, importância histórica da obra, articulação da arte com o poder, transgressão). É também objeto deste projeto introduzir um processo de reflexão sobre o que é um texto clássico e a forma de o olhar a partir do contexto atual, e, ainda, promover a discussão sobre os temas expostos e problematizar a sua montagem cénica.

 

OFICINA DE TEATRO MUSICAL

A música sempre acompanhou o teatro e, na Grécia, o acompanhamento musical desenvolveu os primeiros sinais de cromatismo e polifonia na história da música do ocidente (o ditirambo e a sua evolução). A Ópera Clássica constituiu-se como um dos momentos mais altos de toda a produção teatral do Ocidente. Mais contemporaneamente, o Cabaret Francês e Alemão derem um enorme contributo ao teatro, à sua acessibilidade e abertura a um público menos erudito. Com o florescimento dos teatros do West End (Londres) e da Broadway (Nova York) o espetáculo musical é colocado ao mais elevado nível do teatro comercial em todo o mundo ocidental. No início do 3º ano, os alunos de Interpretação experimentam este género, aplicando as técnicas desenvolvidas na disciplina de Canto ao longo do curso.

 

TEXTO CONTEMPORÂNEO

Este é o último projeto que os alunos desenvolvem na ACE Escola de Artes e é, por isso também, o que deve congregar todos os conhecimentos adquiridos ao longo dos cursos, devendo ser impulsionador da autonomia dos alunos perante os desafios lançados. O objetivo é conseguir aprofundamento nos temas, apuro das técnicas e compromisso com o trabalho, com determinado grau de exigência. O período contemporâneo a que se refere este projeto é um período alargado compreendido entre o final do séc. XIX e a atualidade, correspondendo ao período em que ocorreram grandes revoluções da forma dramática e em que se viveram profundas transformações na maneira de fazer teatro. A abordagem, neste projeto, constitui-se como pretexto para se traçar um olhar sobre as práticas cénicas contemporâneas, contextualizando o tema e estudando o seu autor, no seu enquadramento social, político e artístico, e procurando uma reflexão sobre a atualidade.