apócrifo

Um espaço versátil de ambulação, onde os intérpretes se confinam rodeados pelas pessoas que os vão circundando e a algumas das suas obras enquanto se dá vida a uma experiência audiovisual.

Um concerto atípico. Uma exposição atípica.

Desafia-se o espectador variando entre a posição de público de exposição e o público de concerto. Um concerto-obra.

Duplicam-se as máscaras, duplica-se a perda social. Onde as janelas mais presentes são as que mais nos distanciam. O humanismo cada vez mais escasso numa era de desinformação (por excesso de informação), desconexão, facilitismo e imediatismo: apelamos a que se desligue o tempo que nos consome desenfreadamente e ativemos o momento do agora.

As janelas são o interior ou o exterior? As sombras poderão alertar-nos para um outro estado de espírito. Um ato que não nos leva a lado nenhum. A maior viagem é sempre a que ainda não começou.

Bem-vindos ao Apócrifo.

 

Hugo Vasconcelos
Hugo Vasconcelos nasceu na cidade do Porto em 1998 e reside atualmente em Castelo de Paiva e Lisboa. Frequentou a Academia de Música de Castelo de Paiva em violino. Formou-se em 2018 na ACE – Escola de Artes do Porto em Interpretação e é licenciado em Teatro no ramo de Atores, na ESTC. Foi Júri Teenage no Porto Post Doc (2016) e fez parte da Oficina do Espectador (2017- 2018) e dos Freaks da Dança – Festival DDD (2018) do Rivoli.Como formação livre destaca os workshops: Clown (2016) com Margarida Gonçalves e New Clown (2016) com Rui Paixão; SYMPOSIUM DE PRÁTICAS ARTÍSTICAS – Mezzanine (2017) com formação de vários artistas nacionais e internacionais. Participou em 2019 no projeto dos Teatro Ebasko: Ra. Me. | Roots of the Mediterranean em Bolonha.

 

Mário Taffarel
Nasceu na cidade do Porto em 1993 e reside atualmente em Castelo de Paiva. Detém o curso de Design de Produto – Especialização em Equipamento, Licenciatura em Artes & Design e atualmente frequenta o Mestrado de Design pela IPPorto. A sua carreira consiste maioritariamente em trabalhos na área do design e exposições da sua arte em vários espaços, a última sendo Série Escarlate.

 

Ecto Pluma
Ecto Pluma nasce da fusão vertical de ideias artísticas entre Hugo Vasconcelos, cantor e ator e, Mário Taffarel, designer e artista. O projeto nasce, entre boémias, a Agosto de 2020, em Castelo de Paiva. Num panorama recente, a banda participou na primeira edição do concurso Music Unlock da SBSR.FM e apurou-se até à sua fase final, concretizando uma performance de Showcase na rádio SBSR.FM e integrando-se no cartaz do Festival Super Bock Super Rock 2021. A dupla conhece-se há quase uma década, desde o projecto Sunflowers Hope & Friends, tutoria de Sérgio Vieira entre 2012 e 2015 e, à data recente, os componentes da banda continuaram a sua carreira musical separados. O projeto Ecto Pluma é uma catarse entre experiências pessoais e artísticas de ambos, propondo uma exploração e experimentação das várias áreas que cada um carrega consigo.

 

19:30 | Salão Nobre