Território

Coprodução ACE TEATRO DO BOLHÃO, COMÉDIAS DO MINHO e CULTURGEST

 

Uma nuvem, uma árvore, uma flor, um punhado de terra situam-se no mesmo plano estético em que nós nos movemos, são parte integrante do nosso mundo, são um manancial de sensações vindas de todos os tempos, através de uma memória que tem a idade do homem. Não a pedra pelo seu lado externo, pela conversão dos seus valores formais, mas pela qualidade do seu intimo, pelo cosmos que está nela e o qual nos é dado possuir na simplicidade em que a coisa vive.

Alberto Carneiro, Notas para um Manifesto de uma Arte Ecológica

 

a partir da obra de ALBERTO CARNEIRO
Direção JOANA PROVIDÊNCIA 

Intérpretes ALFREDO BERTINO, JOANA CASTRO, JOÃO VLADIMIRO, JÚLIA VALENTE, MANUEL NABAIS, PAULO MOTA e SARA DAL CORSO

Espaço Cénico CRISTÓVÃO NETO

Figurinos LOLA SOUSA

Desenho de luz VASCO FERREIRA

Desenho de som CARLOS REIS e LUÍS ALY

Design Gráfico BERNARDO PROVIDÊNCIA

Divulgação TEATRO DO BOLHÃO / COMÉDIAS DO MINHO

Produção TEATRO DO BOLHÃO

Direção Técnica PEDRO VIEIRA DE CARVALHO

Montagem e Operação de Luz CÁRIN GEADA

Montagem e Operação de Som FÁBIO FERREIRA

Execução de Guarda-Roupa GLÓRIA COSTA

Apoio voz MARIA DO CÉU RIBEIRO

Agradecimentos ALBERTO CARNEIRO, CATARINA ROSENDO, MAGDA HENRIQUES e IRENE FERREIRA

 

Informações

duração aproximada: 60′
15 a 25 de outubro de 2014, no Auditório da ACE, na Praça Coronel Pacheco, n 1

 

6 a 8 de novembro de 2014, em Monção

13 a 15 de novembro de 2014, em Melgaço

20 a 22 de novembro de 2014, em Valença

27 a 29 de novembro de 2014, em Vila Nova de Cerveira

 

5 e 6 de dezembro de 2014, na Culturgest, em Lisboa

 

8, 9 e 10 de julho de 2015, no Palácio do Bolhão

Fotografias de Pedro Vieira de Carvalho