Auto da Barca do Inferno

Leitura recomendada para o 9º ano

 

Texto emblemático da dramaturgia vicentina, o Auto da Barca é uma profunda reflexão sobre o comportamento humano e sobre a passagem dos homens neste mundo.   Nunca, como nas Barcas, as personagens vicentinas foram tão densamente caracterizadas e tão humanamente retratadas no momento da reflexão daquilo que foi a sua passagem na terra. A dicotomia entre o bem (paraíso) e o mal (inferno) é-nos colocada somente num juízo posterior da nossa vida e dos nossos comportamentos. Os estratos sociais são aqui apresentados de uma forma tão transparente que, por muito que nos custe, tolo seria aquele que não quisesse ver nem ouvir.  Texto escrito num tom jocoso e ritmado, cheio de duplos e terceiros sentidos, descomplicado do ponto de vista do seu entendimento, extremamente didático na relação com a literatura, seja ele dramática ou lírica, o que no nosso maior dramaturgo corresponde a ambas. E se todo o teatro é poesia, a poesia de Gil Vicente é do melhor e maior teatro escrito em língua portuguesa.

 

 

Companhia PRECIPÍCIO Teatro

Coordenação ANTÓNIO JÚLIO

Intérpretes JOÃO CRAVO CARDOSO, MAFALDA BANQUART, MAFALDA PINTO CORREIA, MANUEL NABAIS E TIAGO JÁCOME

Figurinos e Adereços PAULA CABRAL

Informações e Contactos

Duração aproximada: 45′ (seguido de conversa com os alunos)

Local de apresentação: sala de aulas ou outra sala adequada horário a combinar mediante reserva

Número aconselhável de alunos por sessão: 2/3 turmas

 

Preços e marcações: producao@ace-tb.com