Urso Pardo | Se eu Não Fechar os Olhos

Urso Pardo

fOTO AZULA ideia de fazer um projeto de teatro com alunos acabados de sair da Escola Profissional de Teatro de Cascais é já antiga. A ideia de confrontar a tragédia com a juventude sempre me foi muito cara. Em tempos quis encenar algumas peças curtas de Beckett apenas com jovens, mas cedo percebi que não iria funcionar. Um velho que diz: «estou cansado», tem um peso; um jovem de 18 anos que diz «estou cansado», tem outro, obviamente muito menor. Isso levou-me a uma reflexão sobre a possibilidade da tragédia na juventude. Não são muitas as personagens trágicas jovens na literatura e por isso surgiu a pergunta: como pode um jovem ser trágico? Como é que se constrói uma personagem trágica na adolescência? A resposta, creio, está na impossibilidade de futuro, na certeza de que o que passou é demasiado marcante para possibilitar qualquer hipótese de esperança.

A maior tragédia será, talvez, não um erro involuntário que se cometeu no passado, mas a inconsciência de que o que aconteceu nos destruiu de tal maneira que qualquer caminho que se percorra é sempre o errado.

Miguel Graça

 

SE EU NÃO FECHAR OS OLHOS

Teatro

27 e 28 de maio, no Salão Nobre

sexta, às 23:00; sábado, às 19:00

 

 

FANTASMA – Isto é uma peça de teatro. Chama-se se eu não fechar os olhos. Gostava que pensassem nisso. Se eu não fechar os olhos, o quê? O que é que vocês acham? O que é que vai acontecer se eles não fecharem os olhos? O que é que nos vais acontecer se não fecharmos os olhos? E depois olhamos em volta. Nada disto é verdade. E se nada disto é verdade então é tudo mentira.

Seis jovens atravessam uma noite à procura deles próprios e de um significado para o presente e o futuro. Não sabem quem são, querem apenas viver no aqui e agora, e sonhar que conseguem alcançar tudo aquilo que desejam. Mas o futuro não lhes é possível porque, apesar da juventude e da esperança, já não têm qualquer possibilidade de escolher um caminho diferente daquele que já traçaram, mesmo que não o saibam.

Texto e encenação MIGUEL GRAÇA

Interpretação BRUNO AMBRÓSIO, CAROLINA FRIAS, DAVID ESTEVES, DIANA SOUSA LARA, JOSÉ CONDESSA, MADALENA ALMEIDA e TIAGO LIMA

Desenho de luz PEDRO CAEIRO

Produção e booking ALEXANDRE G. FERREIRA

 

Informações e Reservas

Maiores de 16

Duração aproximada: 100′

 

Bilheteira>

Informações e reservas: bilheteira@ace-tb.com ou 222 089 007